n w    w w w w

baner
Voce esta aqui:   Home Educação a Distância Gestão da EaD O que é Educação a Distância?
large small default
O que é Educação a Distância? PDF Imprimir E-mail
Escrito por Dilermando Piva Jr   

Há conceitos que, por sua pouca maturidade ou grande dependência com outros já dominantes, demoram muito a firmar­se a partir de suas próprias caraterísticas. Com a educação à distância aconteceu assim. Primeiro conceituou­se o que não seria educação à distância. Somente a partir das pesquisas dos anos 70 e 80, ela foi vista pelo que é, ou seja, a partir das características que a determinam ou por seus elementos constitutivos.


Os teóricos Walter Perry e Greville Rumble afirmam que "a característica básica da educação à distância é o estabelecimento de uma comunicação de dupla via, na medida em que professor e aluno não se encontram juntos na mesma sala requisitando, assim, meios que possibilitem a comunicação entre ambos como correspondência postal ou eletrônica, telefone, rádio, Internet, CD-ROM, video, televisão, desde que apoiadas em meios abertos de dupla comunicação". Afirmam, também, que "há muitas denominações utilizadas correntemente para descrever a educação à distância, como: estudo aberto, educação não­tradicional, estudo externo, extensão, estudo por contrato, estudo experimental".
Contudo, nenhuma dessas denominações serve para descrever com exatidão educação à distância; são termos genéricos que, em certas ocasiões, incluem­na mas não representam somente a modalidade à distância. Para exemplificar: um livro ou fascículo, desses que se intitulam "faça você mesmo"; um texto isolado de instrução programada; uma programação insulada de rádio ou um programa assistemático de televisão; não são formas de educação à distância. Esta pressupõe um processo educativo sistemático e organizado que exige não somente a dupla­via de comunicação, como também a instauração de um processo continuado, onde os meios ou os multimeios devem estar presentes na estratégia de comunicação. A escolha de determinado meio ou multimeios vem em razão do tipo de público, custos operacionais e, principalmente, eficácia para a transmissão, recepção, transformação e criação do processo educativo.
Podemos assim, diante do exposto acima, destacar os elementos centrais do ensino à distância, como sendo os seguintes:
1. Separação física entre professor e aluno, que a distingue do ensino presencial; 2. influência da organização educacional (planejamento, sistematização, plano, projeto, organização dirigida etc), que a diferencia da educação individual; 3. utilização de meios técnicos de comunicação, usualmente impressos, para unir o professor ao aluno e transmitir os conteúdos educativos; 4. previsão de uma comunicação de mão dupla, onde o estudante se beneficia de um diálogo, e da possibilidade de iniciativas de dupla via; 5. possibilidade de encontros ocasionais com propósitos didáticos e de sociabilização; e 6. participação de uma forma padronizada de educação a qual, se aceita, contém o gérmem de uma radical distinção dos outros modos de desenvolvimento da função educacional.
Diante do exposto acima, e levando-se em conta as mudanças impulsionadas, em síntese, pelo processo de globalização e pelos avanços tecnológicos, os quais, estão transformando a sociedade, mudando seus valores e comportamentos, a educação à distância surge como meio de sustentação de uma necessidade exigida pela própria sociedade, onde as palavras chaves são: velocidade e capacitação profissional.