n w    w w w w

baner
Voce esta aqui:   Home Educação a Distância Gestão da EaD Problemas da Globalização
large small default
Problemas da Globalização PDF Imprimir E-mail
Escrito por Dilermando Piva Jr   

Pelo que se tem notado, o Brasil começa, finalmente,  a dar os primeiros passos para ingressar na corrida imposta pelo advento da globalização. Notamos isto quando observamos as mudanças estruturais impostas pelo governo, a participação brasileira cada vez mais efetiva no Mercosul, as mudanças de postura dos consumidores, o grande número de fusões e aquisições, a diminuição do protecionismo e a evidente descontinuidade tecnológica.
E é exatamente nesta onda tecnológica que vemos os maiores reflexos do advento da globalização, principalmente na figura da Internet.


Internet é uma rede de amplitude global que conecta centenas de milhares de computadores e pessoas. Ela começou com um fim estritamente bélico, passando para o campo científico (pesquisas) e finalmente chegou a utilização pessoal  e empresarial. Ela teve o seu “boom”, nos Estados Unidos e nos países chamados de desenvolvidos, no início da década de 90.
Passaram-se quase sete anos e finalmente os reflexos chegam ao Brasil. O número de “internautas” (termo utilizado para designar as pessoas que estão conectadas à rede) cresce assustadoramente. Colapsos e lentidão são cada vez mais freqüentes na Internet.
Entretanto, a Internet é uma faca de dois gumes: se por um lado ajuda na integração, na velocidade da comunicação e no processo de educação das pessoas, por outro, se não utilizada de modo correto, pode inibir o contato pessoal e prejudicar o aproveitamento escolar.
A televisão deixou de ser a grande vilã da história. Cada vez mais se evidencia os constantes exageros de crianças e adolescentes, que chegam a passar longos períodos em frente ao computador, conectados a rede, “navegando” pelos vários sites (locais de concentração de informações) da rede.
A Internet não pode ser considerada como um mal em si mesma. O seu uso inadequado, principalmente os excessos, e que causam os problemas.
Na opinião de especialistas o diálogo e a orientação por parte dos pais é a melhor alternativa para evitar o que já está sendo chamada de “ciberneurose”.
É evidente que todo processo de mudança traz, de uma forma ou de outra, problemas. Devemos ter ciência que eles existem, e assim, nortear nossas ações, e de nossos familiares, para que possamos tirar o máximo de benefícios dessa nova realidade: o início da sociedade da informação!